sábado, 6 de setembro de 2008

A cada um segundo sua capacidade

Na parábola dos talentos em Mateus capítulo 25 e versículos 14 a 30, somos instigados a algumas reflexões que este texto bíblico nos remete. Quero compartilhar com vocês, algumas questões que me chamaram a atenção:
- A confiança que o senhor teve em entregar aos seus servos os seus bens,
- O conhecimento que este homem tinha, acerca de seus servos, ao conferir a cada um, talentos em conformidade com sua capacidade,
- Distribuição do tempo igual para todos, sendo diferentes, tiveram igualdade de condições, na incumbência que lhes foi dada,
- A postura de cada um dos servos, mediante a prestação de contas ao seu senhor,
- O que recebera 5 e o que recebera 2 talentos, retornaram os talentos baseados na capacidade deles, fica nítido ao expressarem "eu granjeei..."
- O que recebera 1 talento remeteu ao senhor, sua imobilidade, ao dizer "conhecia-te.... ",
O texto é belíssimo, com certeza, apresenta outras questões que podemos considerar. Mas, no momento ocorrem-me estas e, as mesmas fazem-me refletir sobre os talentos. Talentos, dons ou habilidades, são presentes de Deus confiados a cada um/a de nós. E, temos o momento da prestação de contas. Ela se dá diariamente nos diferentes contextos sociais que estamos inseridos. O que temos feito com os nossos talentos? Trabalhamos para aperfeiçoá-los, mediante a nossa capacidade ou estamos timidamente com medo de ousar, com receio da crítica, do insucesso? Remeter a si mesmo ou ao outro a nossa ação, é o nosso desafio, na posição que assumimos. Desejo sempre ousar, mesmo que às vezes o resultado não seja o esperado. Sair para fora do barco, como fez Pedro ao ir ao encontro do Mestre, é correr riscos, mas principalmente é ser capaz de acreditar, que é possível. Que o bom Deus ajude-nos em nossa caminhada, na realização dos projetos que nos propomos. Beijos no coração, Maria Ester do Nascimento.

2 comentários:

SÉRGIO disse...

QUERIDA PRÓ EU SEMPRE FUI FÃ DE PESSOAS QUE BUSCAM E LUTAM POR UM IDEAL E QUANDO ELAS SÃO NEGRAS E CONQUISTAM SEU ESPAÇO EU ME SINTO NA OBRIGAÇÃO DE DIZER O QUANTO ESSA PESSOA ME DEIXA FELIZ E NÃO NÃO PODIA SER DIFERENTE COM A SENHORA, SUA LUTA É ALGO DE EXTREMA IMPORTÂNCIA E TEM QUE SER VISTA POR TODOS. ENTÃO PARABÉNS E CONTINUE E SEMPRE ENCONTRÁS EM MIM, UM FÃ, UM AMIGO E UM VERDADEIRO ALIADO BOA SORTE E CONTINUE ASSIM, DEUS TE DARÁ A RECOMPENSA. PAULO SÉRGIO PYTTA.

Maria Ester disse...

Obrigada amigo pelo carinho. É muito bom recebê-lo neste espaço de partilha de idéias.Grande abraço, Ester.